Tensão superficial do sangue artificial para avaliação de máscaras cirúrgicas

As máscaras cirúrgicas destinam-se a resistir à penetração de líquidos provenientes de respingos ou salpicos de sangue, fluidos corporais e outros materiais potencialmente infeciosos. Muitos fatores afetam as características de molhabilidade e penetração dos fluidos corporais, tais como tensão superficial, viscosidade e polaridade do fluido, bem como a estrutura e relativa hidrofilicidade ou hidrofobicidade dos materiais e o desenho da própria máscara.

As superfícies repelentes ao sangue estão a ser fabricadas, mas, para avaliar o seu desempenho, é necessário um líquido que se assemelhe ao sangue. A gama de tensão superficial do sangue e dos fluidos corporais (excluindo a saliva) é de aproximadamente 42 a 60 mN/m. Para ajudar a simular as características de molhabilidade do sangue e dos fluidos corporais, a tensão superficial do sangue sintético é ajustada para se aproximar da extremidade inferior desta gama de tensão superficial. A tensão superficial resultante do sangue sintético é de 42 ± 2 mN/m. O sangue sintético é composto por uma base de água com um agente espessante e corante vermelho para auxiliar a deteção visual da penetração.

Um fluxo com velocidade e distância definidas é projetado na máscara ou material da mesma para avaliar a sua resistência à penetração de fluidos.

É necessário seguir as normas na avaliação do material de proteção.

 

A norma ASTM F1670 define o método de ensaio normalizado para a resistência dos materiais utilizados no vestuário de proteção à penetração de sangue sintético. O método apresentado na norma baseia-se na investigação que envolveu a transmissão de agentes patogénicos transmitidos pelo sangue, tais como a hepatite B e C e o VIH nos anos 80. Um dos requisitos para os testes de penetração de fluidos é que a tensão superficial do sangue sintético seja medida de acordo com a norma ASTM D1331.

A norma define a medição da tensão superficial a efetuar com o tensímetro de força pelo método do anel du Noüy. É relevante salientar a importância da limpeza na realização das medições. Devem ser efetuadas pelo menos duas medições para garantir a repetibilidade da medição.

 

Pretende saber mais sobre os equipamentos que o podem ajudar na avaliação da qualidade de máscaras cirúrgicas? Não hesite em nos contactar através do info@paralab.pt.

  • Partilhar: