Separação de Antiepilépticos no soro

Hoje, dia 10 de fevereiro celebra-se o Dia Internacional da Epilepsia, uma condição neurológica grave que afeta cerca de 50 milhões de pessoas em todo o mundo.

A capacidade de medir as concentrações de fármacos antiepiléticos no soro e o uso generalizado deste procedimento, melhorou significativamente o tratamento dado aos pacientes com epilepsia durante as últimas 3 décadas. A monitorização destas concentrações de medicamentos antiepilépticos no soro é necessária para a terapia de crises. Os efeitos terapêuticos e tóxicos destes medicamentos têm um maior relacionamento com a concentração sérica do que com a dose administrada. Esta nota de aplicação apresenta a separação de onze substâncias antiepilépticas no soro com um método HPLC.

Leia a nota de aplicação aqui.

Fonte: Knauer

  • Partilhar: