Medição da Viscosidade de uma Formulação com Proteínas

Syringeability – facilidade de retirada do frasco para a seringa, e injectabilidade – desempenho da formulação durante a injecção incluindo seringas pré-cheias, são dois parâmetros muito importantes quando lidamos com medicamentos biofarmacêuticos.

Com os avanços no desenvolvimento de formulações, a sua complexidade decorre também da necessidade de proporcionar maior estabilidade aos produtos biológicos que tendem a sofrer agregação, desaminação, desnaturação, hidrólise ou oxidação também se alterou drasticamente devido à complexidade das formulações de medicamentos biofarmacêuticos e à necessidade de formulações muito concentradas e à indicação das autoridades reguladoras para não injectar grandes volumes subcutâneos; a viscosidade pode atingir valores bastante elevados.

A viscosidade elevada das formulações afecta a força necessária para injectar a solução utilizando agulhas adequadas, bem como o tempo necessário para completar a injecção. Ambos os parâmetros têm um forte impacto na aceitação e adesão à terapêutica por parte dos pacientes.

Os viscosímetros VROC®, da Rheosense®, fornecem resultados de viscosidade precisos e fiáveis, indispensáveis para compreender o comportamento dos anticorpos e outras proteínas. Ao incluir uma ampla gama de viscosidades e taxas de deformação, pode obter-se uma conhecimento bastante completo sobre as formulações.

A Rheosense preparou uma nota de aplicação dedicada à medição da viscosidade de uma formulação com proteínas e correlaciona-a com a força da injeção e outras variáveis como o calibre da agulha da seringa. Clique para fazer o download da Nota de Aplicação.

  • Partilhar: